Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘modelos mentais’

Paradigma é um modelo,  um modo de pensar  sobre algo  ou encarar determinada situação, é  um padrão a ser seguido.

Em seu livro, O Monge e o Executivo, James C. Hunter  nos oferece uma definição mais elaborada, quando diz que “Paradigmas são simplesmente padrões psicológicos, modelos ou mapas que usamos para navegar na vida. Nossos paradigmas podem ser valiosos e até salvar vidas quando usados adequadamente. Mas podem se tornar perigosos se os tomarmos como verdades absolutas, sem aceitarmos qualquer possibilidade de mudança, e deixarmos que eles filtrem as novas informações e as mudanças que acontecem no correr da vida. Agarrar-se a paradigmas ultrapassados pode nos deixar paralisados enquanto o mundo passa por nós.
Os paradigmas existem para serem quebrados, e podem ser classificados, não genericamente, como tabus, preconceitos, atrasos de vida, falta de atualização e treinamento, e algumas vezes levam a erros que são simplesmente explicados assim: Sempre foi feito assim, então, não vejo porque mudar!”

O vídeo abaixo conta uma história que mostra como nasce um paradigma.

Anúncios

Read Full Post »

sociedade-dos-poetas-mortos-poster01t No livro A Força dos Modelos Mentais – transforme o negócio da sua vida e a vida do seu negócio, os autores Yoram (Jerry) Wind, Colin Crook e Robert Gunther afirmam que os modelos mentais moldam todos os aspectos de nossa vida, como oportunidades e ameaças, inclusive nossa visão e ações, vejam alguns exemplos:

 

  •  Sua empresa está atrás, no quesito inovação, da concorrência. O modelo mental usado pode estar limitando sua criatividade;
  • Você está confuso com o excesso de informações. Seu modelo, provavelmente, não está a altura do desafio de discernimento neste mundo cheio de informações;
  • Sua carreira está bloqueada e sua organização não cresce. Um novo modelo poderá abrir oportunidades para progredir.

Em qualquer aspecto de nossas vidas os modelos mentais são o ponto chave para a nossa mudança e para a transformação da nossa organização. Para mudá-los é necessário ver as possibilidades, entender sua força e entender o processo de mudança.

Para ilustrar o tema usaremos a cena do filme, Sociedade dos Poetas Mortos, que ocorre a aproximadamente 40 minutos, onde o carismático professor John Keating (Robin Williams) conduz uma aula sobre Shakespeare, os alunos, de inicio, ficam pouco empolgados, sabendo que isso iria acontecer, ele diz “Estudar Shakespeare pode ser  diferente”, então de uma forma divertida, John envolve seus alunos na aula. Após ler um poema Mr. Keating sobe na mesa e diz aos seus alunos que deve-se mudar a visão constantemente, que ele tem uma visão diferente por estar ali, em cima da mesa, enquanto seus alunos estão nas carteiras. John convida-os para subir na mesa, e ter esta nova visão, enquanto, um por um por, faz este exercício ele fala “você tem que olhar sobre outro prisma… quando você ler não considere apenas a opinião do autor, considere o que você pensa” .

Chamamos a atenção para a maneira como ele trabalhou com o modelo mental de seus alunos, que dizia “estudar Shakespeare é tedioso, maçante”. O professor John Keating, apresenta várias habilidades e para motivar seus alunos a estudar Shakespeare, produziu aulas inovadoras e os convidou a questionar sua visão e pensar sob novos prismas, transformando as aulas de literatura agradáveis.

Ó admirável mundo novo que tem tais criaturas em si. – William Shakespeare

Filme: Sociedade dos Poetas Mortos (Dead Poets Society)

Ano: 1989

Gênero: Drama

Read Full Post »

Neste vídeo Antonio Carlos Teixeira aborda o tema Inovação. Ele fala sobre a resistência que as pessoas têm em aceitar novas ideias, além de dar dicas de como contornar essa situação.

Read Full Post »

patch-adams-poster01tJohnson-Laird  propõe que as pessoas raciocinam utilizando os modelos mentais.

“Modelos mentais são como blocos de construção cognitivos que podem ser combinados e recombinados conforme necessário. Como quaisquer outros modelos, eles representam o objeto ou situação em si; uma de suas caracteristicas mais importantes é que sua estrutura capta a essência dessa situação ou objeto” (Hampson e Morris)

No filme Patch Adams – O Amor é Contagioso, iremos explorar a cena em que Patch (Robin Williams) conversa com um paciente que foi um  célebre executivo, esta cena ocorre no início do filme, a aproximadamente 10 minutos.

O paciente mostra 4 dedos para Patch e lhe pergunta o que está vendo. Após receber como resposta “4 dedos”, o executivo, salienta: “Não olhe para o problema (no caso, os dedos), olhe através deles, olhe para mim, o que você está vendo?”. Então olhando com a visão desfocada irá enxergar 8 dedos e não apenas 4.  Nesse momento o executivo faz outra observação, ele diz que os pacientes  não são loucos, apenas notam a realidade por um outro ângulo.

Filme: Patch Adams – O Amor é Contagioso (Patch Adams)

Ano: 1998

Gênero: Drama

Read Full Post »